fbpx

Bibianna Teodori

A importância do assessment no capital humano das organizações

A-importância-do-assessment-no-capital-humano-das-organizações

Compartilhe esse post:

Share on facebook
Share on linkedin
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on email
Share on telegram

“Conhecer os outros é inteligência, conhecer-se a si próprio é verdadeira sabedoria. Controlar os outros é força, controlar-se a si próprio é verdadeiro poder.”

Lao-Tsé

Conhecer a si mesmo não é tarefa fácil, e um obstáculo ainda maior é compreender o próximo. No entanto, um líder que deseja obter o máximo potencial de sua equipe precisa conhecê-la para saber identificar seus pontos fortes e fracos. O primeiro passo para tornar isso possível é saber o que é assessment.

O Assessment está se tornando um método cada vez mais utilizado para avaliar o potencial de executivos e profissionais, em termos de atributos, habilidades por competências individuais e coletivas, analisando a compatibilidade das necessidades das pessoas em correlação às necessidades organizacionais no que tange à busca de melhores resultados ou posicionamentos de carreira.

O principal objetivo do método é avaliar o potencial é verificar a compatibilidade entre as características do executivo ou profissional e as exigidas pela área em que ele atua ou irá atuar.

Para que esse objetivo se realize, é fundamental analisar também se essas características são adequadas à cultura organizacional e se estão em linha com as “core competences” da empresa e os objetivos/ metas estratégicas.

O método Assessment pode ser utilizado:

  • para diagnosticar pontos fortes e fracos em termos de habilidades, competências e atributos do profissional. Nesse caso, os resultados são utilizados para orientação de capacitação, desenvolvimento na função e de carreira com foco em resultados;
  • como instrumento de apoio na condução de processos de desenvolvimento humano, organizacional ou mudança organizacional.
    Diante das exigências feitas pelo mercado de trabalho, as organizações, consequentemente, têm reivindicado mais de seus colaboradores. Portanto, maior tem sido a necessidade de a pessoa desenvolver e aprimorar suas competências, apresentando um diferencial no grupo de trabalho. Afinal, empresas vencedoras precisam de profissionais com potencial para a vitória — daí a necessidade de usar essa ferramenta de avaliação.

Mas, na prática, o que é assessment?

É um conjunto de instrumentos, ferramentas, ações e atividades utilizado por empresas que desejam auxiliar o comportamento dos colaboradores, direcionando-os para o foco no desenvolvimento de competências fundamentas, tanto individualmente como para a organização, e otimizando-os no ambiente de trabalho.
O grande desafio das empresas é desenvolver pessoas, e isso não é tarefa fácil. Entretanto, por meio de um mapeamento e quantificação das competências, é possível identificar os conhecimentos, habilidades e atitudes necessários para a execução das atividades de uma função assumida por profissionais que se encaixem no perfil desejado.

 

O que ele permite identificar

Por meio desse método, a empresa e os gestores obtêm um conjunto de recursos para a identificação de:

  1. altos e baixos desempenhos;
  2. um banco de talentos;
  3. análise e desenvolvimento de competências;
  4. seleção;
  5. desenvolvimento de profissionais;
  6. autoconhecimento;
  7. aperfeiçoamento de habilidades;
  8. força da equipe de líderes;
  9. sucessão.

Desse modo, a empresa consegue conhecer profundamente cada membro do seu capital humano e, como consequência, a forma e a força do time de liderança para levá-la na direção dos seus objetivos estratégicos. Com isso, fica mais fácil aproveitar ao máximo o potencial do profissional para alavancar o desenvolvimento e as vendas, e alcançar os resultados esperados.

Quais são os tipos de assessments

Existem diversos tipos de assessments, cada um com um objetivo específico — a depender do que a organização procura.

Veja, a seguir, alguns exemplos de objetivos dos diferentes assessments:

  • avaliar a aderência do colaborador ao propósito e a cultura da organização;
  • avaliar a capacidade de entrega do colaborador nas competências que são fundamentais para o presente e o futuro da organização;
  • avaliar quais ações a planos são fundamentais para o desenvolvimento do colaborador;
  • avaliar as características pessoais;
  • procurar por traços motivacionais;
  • medir a capacidade de entrega do atual e futura colaborador.

A metodologia do assessment é muito ampla e, por isso, pode ser usada em vários processos da empresa, como:

1. Recrutamento e seleção

Atualmente, as empresas estão muito preocupadas com o fortalecimento de sua cultura interna, pois esse aspecto influencia diretamente a sua employer branding — ou marca empregadora —, assim como o seu jeito de ser e de fazer o que deve ser feito.

Para que esses processos tenham sucesso, a organização precisa trazer para o seu ambiente interno os profissionais certos. Entretanto, identificá-los pode ser um grande desafio.

Nesse cenário, o assessment ajuda os recrutadores a enxergarem além do óbvio nos processos seletivos, de modo que possíveis fraudes dos participantes — como tentar fingir ser um tipo de pessoa que não é — logo sejam percebidas.

2. Desenvolvimento de líderes

Normalmente, as grandes corporações investem em uma política interna que visa o reconhecimento e desenvolvimento de líderes. Esse é um processo muito importante porque toda instituição precisa de profissionais capacitados para tomar a dianteira nos diversos setores de trabalho.

Se a escolha de um líder não for correta, os efeitos serão sentidos por anos. Para evitar que isso aconteça, o assessment pode ser usado no reconhecimento e aperfeiçoamento desses profissionais.

Com ele, a empresa consegue analisar e identificar a contribuição que um executivo está dando para a sua função, o seu potencial futuro para assumir mais e maiores desafios, bem como o seu alinhamento com o modelo de negócios da instituição.

3. Processo de coaching

Durante um processo de coaching, os assessments com foco em entendimento de perfis de comportamentos são os mais utilizados. Entender a forma de agir e de se relacionar do coachee facilita o seu desenvolvimento profissional, por isso, esse método pode trazer grandes benefícios ao longo das sessões.

Facilita o autoconhecimento do coachee

O cliente que passa por uma avaliação comportamental se sente mais seguro para tomar suas decisões e definir os seus passos profissionais.
Isso acontece porque o assessment fornece informações valiosas sobre a personalidade do coachee, aumentando a sua percepção de si mesmo. Quanto mais um profissional se conhece, mais fácil se dá o seu desenvolvimento.

Aumenta a percepção de valor pelo cliente

Um processo para ajudar profissionais a otimizarem suas carreiras pode ir além das clássicas sessões com ferramentas e técnicas de coaching. Métodos como o assessment são grandes diferenciais que o coach profissional pode oferecer aos seus clientes.

Quanto mais atrativos os processos de coaching oferecerem, mais interessantes serão aos olhos do cliente. E isso pode ajudar os coaches a aumentarem, também, sua autoridade e credibilidade perante o seu público.

Em um processo de coaching, o assessment pode ser empregado no início, durante a primeira ou segunda sessão. Há uma grande vantagem em aplicar um método de avaliação comportamental antes de trabalhar com ferramentas típicas de coaching.

Para que o coachee entenda suas reais motivações e compreenda seus pontos fortes e suas fraquezas, é importante que ele saiba qual é o seu perfil comportamental e quais são as suas características. Dessa forma, é possível otimizar suas qualidades profissionais e pessoais, reduzindo suas chances de falhas.

Dicas para fornecer uma devolutiva de qualidade no assessment

Na etapa da devolutiva do assessment, o coach analisa os resultados obtidos durante o teste de perfil comportamental e passa um feedback para o coachee. O cliente deve participar desse processo falando sobre suas impressões quanto ao seu resultado e como ele entende a interpretação do seu coach.
É importante tomar alguns cuidados na devolutiva para fazer com que a absorção das informações pelo cliente seja mais produtiva e isenta de erros ou mau entendidos. Veja abaixo algumas dicas para fazer uma boa análise de perfil.

Começar explicitando os pontos positivos

É natural que o coachee fique ansioso ou tenha receios em receber o seu resultado por conta dos pontos fracos da sua personalidade. Por isso, é importante deixar o cliente mais relaxado falando primeiro sobre as suas qualidades.
Gostou deste artigo? Conseguiu entender de uma vez por todas o que é assessment e sua importância no desenvolvimento dos colaboradores? Então, aproveite para seguir nossas redes sociais e ficar por dentro de todos os posts! Estamos no LinkedIn, YouTube e Facebook e Instagram.

Bibianna Teodori

Bibianna Teodori

Executive e Master Coach, idealizadora e fundadora da Positive Transformation Coaching. Autora do livro “Coaching para pais e mães – Saiba como fazer a diferença no desenvolvimento de seus filhos” e coautora de “Coaching na Prática – Como o Coaching pode contribuir em todas as áreas da sua vida”.

Bibianna Teodori

Bibianna Teodori

Executive e Master Coach, idealizadora e fundadora da Positive Transformation Coaching. Autora do livro “Coaching para pais e mães – Saiba como fazer a diferença no desenvolvimento de seus filhos” e coautora de “Coaching na Prática – Como o Coaching pode contribuir em todas as áreas da sua vida”.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

COACHING PARA NETWORKING

Networking nada mais é do que a habilidade de fazer e manter contatos profissionais sólidos e que são benéficos tanto para você quanto para os outros. Este é um dos canais mais importantes para conquistar o sucesso profissional. Neste livro em forma de caixinha estão 100 perguntas que vão levar você a um networking ativo e eficiente que pode aumentar consideravelmente as chances de uma boa colocação no mercado, bem como a realização de novos projetos e surgimento de oportunidade de negócios.